Não aponte o dedo, estenda as mãos

ajuda

PALAVRA
(João 12:47,48) 47 E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo; porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia.

PENSAMENTO
Alguma vez você julgou alguém ou foi julgado?
Como acabamos ler, Jesus o filho de Deus, que sofreu e morreu em nosso lugar, não julgou o mundo, pelo contrário, se entregou, amou e o perdoou, mesmo tendo recebido a autoridade do Pai para julgar (João 5:22), Ele se entregou para nos salvar.
Se o filho de Deus, que é justo e recebeu toda autoridade para nos julgar, não nos julgou, mas nos amou, estendendo suas mãos para nos resgatar, como nós pecadores, falhos, necessitados, injustos, podemos julgar alguém?
Se você encontrou a salvação em Cristo, não se tornou melhor do que ninguém, não recebeu a autoridade para julgar, mas sim a de amar, perdoar, levar a salvação, se tornou um servo de Deus, e como sabemos, o servo é chamado para servir.

Vamos finalizar o pensamento de hoje lendo (Colossenses 3:12-15) 12 Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. 13 Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou.14 Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito.15 Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos.

Você também pode ouvir a narração do Alimento Diário!

  1. 27-04-2017_Nao aponte o dedo, estenda as maos 3:19

Você também pode se interessar em ler...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>